Opinião

Carlos Matias

O populismo também é incendiário

O populismo insinua-se na análise das causas e das soluções para os incêndios rurais; simplifica o que é complexo, apontando uns quantos “culpados”, apregoa umas receitas de cartilha, elide os interesses em confronto e foge à definição concreta do conteúdo das “reformas” por fazer. Ora, aqui é que “bate o ponto”….

José Manuel Pureza

Uma nova respiração

Há movimento social em Portugal. A manifestação de jovens na Avenida da Liberdade contra a violência racista, a greve feminista e a greve estudantil pelo clima mostram essa nova vitalidade do movimento social, a sua criatividade propositiva e a sua determinação transformadora. E, mais que tudo, têm a força irreprimível da juventude.

Carlos Matias

Folclore é Cultura

Por uma vez, na Assembleia da República, falou-se de folclore.

 

Resoluções Mesa Nacional

Os deputados do Bloco de Esquerda Moisés Ferreira e Fabíola Cardoso, remeteram com carater de urgência várias questões à Ministra da Saúde, Marta Temido relativamente à necessidade imperiosa de requalificação da urgência médico cirúrgica do Hospital Dr. Manuel Constâncio em Abrantes.

Esta antiga reivindicação do Bloco de Esquerda, foi agora chumbada por muitos dos deputados que a tinham aprovado como recomendação na legislatura anterior. Esta inversão de votos denota a ausência de vinculo efetivo dos deputados ao seu circulo de eleição e à ausência de interesse pelos problemas concretos dos cidadãos.

O Bloco de Esquerda manifesta publicamente o seu repúdio pelo atentado em curso num dos mais emblemáticos e importantes legados da pré-história no concelho de Tomar e total solidariedade para com o Grupo dos Amigos da Anta do Vale da Lage.

Tomar é cada vez mais um sítio prisioneiro da inercia e/ou más decisões do Governo e dos executivos camarários que nos têm governado até hoje.

A deputada do Bloco de Esquerda, Fabíola Cardoso, questionou no hemiciclo a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa acerca dos graves problemas de mobilidade que afetam os residentes do distrito de Santarém.

A Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Santarém, reunida na passada sexta-feira, 24 de janeiro, aprovou por unanimidade o ponto da ordem de trabalhos referente à situação politica. A moção politica sobre o orçamento de estado de 2020 foi aprovada com o seguinte texto:

O Bloco de Esquerda voltou a questionar o Governo sobre a poluição no Tejo. Após o alerta dado pela Concelhia de Abrantes do BE e das queixas realizadas junto das entidades fiscalizadoras pela população, os deputados do grupo parlamentar do BE, Fabíola Cardoso, Maria Manuel Rola e Nélson Peralta, endereçaram várias perguntas ao Ministro do Ambiente e Ação Climática, visto ser urgente conhecer os resultados das análises efetuadas às águas do rio, de modo a identificar as fontes poluidoras e parar com este problema que parece sem fim.

Páginas